O “Tchau, tetê” da Juju!

Há 11 dias você mamou pela última vez. Eu não sabia que seria a última, não registrei, não foi um desmame natural  como imaginei (apesar de nunca ter provado mamadeira e chupeta). Mas foi o mais gentil que eu pude fazer minha pequena. Juju nasceu pra mamar, foi a primeira coisa que fez quando veio ao mundo e fez direitinho, não tivemos problemas com pega, confusão de bico (optei por não dar) e nada, eu me preparei muito pra esse momento, então tudo correu muito bem e naturalmente.

Tivemos um obstáculo no meio do caminho, sua APLV, mas eu não desisti, sabia que o melhor pra você era meu leite, foram 8 meses de dieta restrita, não bebia nem um suco fora de casa com medo de você reagir, mas a vitória chegou e ver você curada foi minha maior recompensa!

Com 18 meses decidi que já estava na hora de por um fim na livre demanda, comecei a estipular os horários e locais, com muito amor e jeitinho ela foi aceitando. Aí tivemos o início de uma gestação, sensibilidade, alteração hormonal e eu só pensava que amamentar dois ao mesmo tempo era demais pra mim rs, superamos o primeiro trimestre e foi aí que começamos a retirar uma mamada por vez, de maneira muito gentil, com muito conforto e amor, com a ajuda do livrinho da @colecaocontocomvoce e da consultora de amamentação @biancabala, ela foi entendendo e aceitando, tudo no nosso tempo.

Quando menos percebi ela só mamava pra dormir a noite e já conseguia dormir comigo sem o tetê, até que foi ficando sem e pedindo cada vez menos! Foi assim que percebi que já podia encerrar esse ciclo de amor líquido, faltando 5 dias para o seu aniversário!

Hoje vivemos uma nova fase e tem sido deliciosa, ela descobriu que o colinho da mamãe será sempre o melhor lugar do mundo, mesmo não tendo mais tetê!

( Gabriella Boldrini )

Adicionar comentário